Djokovic vence em Paris

07 novembro 2021 23:03:42 EET

Novak Djokovic venceu o Masters de Paris ao bater Daniil Medvedev na final este domingo, com isso vai terminar o ano como número um pela sétima vez.

Este evento marcou também o regresso do sérvio à competição desde que ele foi derrotado, precisamente por Medvedev, na final do Open dos Estados Unidos, o que o fez falhar o Grand Slam de calendário.

Djokovic tem de momento 2.50 de odds para vencer o Open da Austrália em Janeiro de 2022 e Medvedev tem 2.50.

Sobre o facto de não ter conseguido o feito de vencer os quatro Grand Slams no mesmo ano, Djokovic garante que essa desilusão já faz parte do passado.

"Já fechei o capítulo do Calendar Slam. Senti pressão sem precedentes na minha vida. Mas já segui em frente. Fiz o que tinha para fazer em Paris, que era fechar o número um e ganhar o troféu", afirmou o número um citado no bolamarela.pt.

"Não sou tão jovem como Medvedev e esta geração, mas sinto-me bem e inspirado o suficiente para continuar a evoluir. Sempre disse que me inspira bater recordes".

Sobre o adversário da final, Djokovic deixou largos elogios, considerando-o como o seu "maior rival" da actualidade.

"Há sempre pressão em defrontar o meu maior rival no ténis neste momento, mas não quis estar num modo stressado. Daniil tem um grande serviço, mexe-se bem para a altura que tem, não há buracos no jogo dele. Podes ver a devoção dele diariamente. É um bom rapaz, faz tudo bem. Medvedev é o líder desta nova geração".

Apostas de Ténis